logo
Economia e Negócios
     

11/12/2017
Produtor sem Cadastro Ambiental Rural perde direito a financiamentos agropecuários

Quem ainda não se registrou no CAR tem até 31 de dezembro para regularizar situação

Desde 2013, o Sicoob Credivertentes tem produzido vários alertas em nossas publicações sobre o Cadastro Ambiental Rural (CAR). De lá para cá, foram vários adiamentos no prazo para regularização dos produtores até a definição final: quem não inscrever suas propriedades no sistema até o próximo 31 de dezembro perderá o direito a créditos rurais em 2018.

A penalidade foi prevista na Resolução 4.527, que é de 27 de outubro do ano passado e foi publicada no Diário Oficial da União. Em outras palavras: produtores em busca de financiamento para atividades agropecuárias terão que apresentar um recibo de adequação ao CAR a partir de 1º de janeiro como requisito para os investimentos.

 

O CAR

O Sebrae criou uma apostila completa sobre o assunto que pode ser acessada para download clicando aqui.  No material, é explicado que o Cadastro Ambiental Rural é uma espécie de “documento de identidade” para os mais de 5,5 milhões de imóveis rurais brasileiros, visando “controle, monitoramento ambiental, facilitação dos processos de licenciamento, gestão integrada dos territórios e acompanhamento dos ativos ambientais das propriedades”.
 

A iniciativa é do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e, de acordo com o levantamento mais recente, realizado em 2015, já havia alcançado a adesão de 60% dos ruralistas brasileiros. Com isso, do 396 milhões de hectares cadastráveis, mais de 239 milhões haviam sido registrados.

Desse total, 31,5 milhões estão na região Sudeste.

Toda a atividade é realizada de forma digital neste link.

WhatsApp Email LinkedIn Google+